domingo, 20 de dezembro de 2015

Resposta à página da Terra Plana - #7


A página do Facebook "Terra Plana - Astronomia Zetética" fez um post dizendo que, segundo a relatividade, não há "cima" e "baixo", mas no globo terrestre há o hemisfério norte e sul, e isso é uma prova irresistível de que a Terra não é um globo.

Sério, quando li isso pela primeira vez eu cliquei no perfil da página pra ver se não era alguma página falsa, de sátira... Palavras não expressam o quão ridículo é esse post.

Bom, antes de tudo, vamos entender por que não existe "para cima" e "para baixo" no espaço.

Na imagem acima, a casa está de que lado da ponte? Direito ou esquerdo?

Sem tomar qualquer ponto como referencial, é impossível responder a essa pergunta corretamente, visto que é necessário saber a posição relativa do referencial. Se você caminha pela ponte em direção a casa, então a casa está à esquerda da ponte. Porém, se você fizer o caminho contrário, ela estará à direita da ponte.

Não é possível, no espaço, usar noções de direita, esquerda, cima e baixo, sem tomar algum ponto ou movimento como referencial.

Isso ocorre no globo. Se a Terra fosse um globo, mas estivesse apenas flutuando no espaço, não haveria qualquer motivo para determinar um hemisfério norte e um hemisfério sul, já que não haveria nada para tomar como referencial.

Acontece que a Terra não está flutuando, mas sim orbitando uma estrela, o Sol.


A Terra possui uma inclinação de 23º27' em relação ao plano da órbita ao redor do Sol. É por esse motivo que ocorrem as estações do ano.

Antigamente, sabia-se que, quando era inverno nas porções acima da linha do Equador, era verão nas porções de baixo, e vice-versa. Tornou-se então um consenso chamar a porção acima da linha do Equador de hemisfério norte, e a porção de baixo de hemisfério sul.

A linha do Equador é a linha imaginária que traça o centro do globo, perpendicular ao eixo de rotação da Terra.

São apenas nomenclaturas usadas para distinguir uma da outra em uma conversa ou texto, nada mudaria se chamássemos o hemisfério norte de hemisfério sul, e vice-versa (que aliás, tomando o campo magnético terrestre, seria a nomenclatura mais "correta").

Jorge tem 36 anos e é um advogado. Se há 36 anos atrás, o pai de Jorge colocasse o nome dele de Gustavo, ele continuaria tendo sua carreira de advogado. As coisas não mudam porque nós damos outros nomes para elas, isso não faz qualquer sentido, não tem qualquer lógica.

A "conclusão irresistível" da página é hilária. Segundo a lógica deles, se eu pegar uma bola, dividir ela ao meio e chamar uma metade de norte e outra metade de sul, e a bola irá automaticamente deixar de ser uma esfera, porque esferas não têm lados, não têm "norte" ou "sul"...

2 comentários: